More in Notícias
abr 30, 2055 dias ago

Progression Informa: Não temos representação no Brasil

Progression Informa: Não temos representação no Brasil

O Progression – Sistema de gestão de atletas informa para devidos fins que:

Não possui nenhuma representação no Brasil ou Exterior de nossos produtos ou serviços. O Progression tem sua comercialização apenas nos endereços e telefones citados em nosso site: www.progression.com.br

Em caso de abordagem comercial, por favor entre em contato conosco para verificar a veracidade.

 

Att.
Diretoria Progression

jan 14, 2160 dias ago

Conheça o Progression Personal

Conheça o Progression Personal

Acesse agora mesmo e conheça esta poderosa ferramenta de gestão de atletas. Focado em personal trainers e fisioterapeutas.

Clique e conheça mais detalhes:

www.progression.com.br/personal

set 22, 2274 dias ago

Avaí novo cliente

O ano era de 1923 e a prática do remo era muito comum na cidade de Desterro, hoje Florianópolis. O remo era muito apreciado pelos jovens das classes mais favorecidas. Florianópolis ainda era uma cidade pequena e a principal diversão eram as conversas na praça e as disputas de remo. Contudo, um esporte vindo da Inglaterra começou a chamar a atenção dos jovens, um tal de “foot-ball”. O futebol foi se popularizando aos poucos e caiu no gosto da molecada.

Mas, existe um personagem que não podemos deixar de citar. O senhor Amadeu Horn, um comerciante e boticário de Florianópolis. O senhor Amadeu conheceu cinco garotos que gostavam de futebol, e o sonho deles era ganhar um uniforme profissional, naquela época chamado de “terno”.  Então, o senhor Amadeu uniu o útil ao agradável, decidiu realizar o sonho dos garotos e comprou os uniformes, chuteiras e uma bola. Mas, as cores do uniforme foram o azul e o branco as mesmas cores usadas pelo clube de remo que ele era apaixonado de coração, o extinto “Riachuelo”.

Então, aconteceu a primeira partida e o time dos garotos, vestindo o uniforme azul e branco teve sua primeira vitória contra um time de Humaitá. Desta forma, começou a surgir à ideia de criar um clube. Era 01 de setembro de 1923, e todos decidiram se reunir na casa do Sr. Amadeu para escolher o nome do clube. O nome dado foi independência, mas ainda não era aquilo que eles pretendiam, estava faltando alguma coisa. Eis que na reunião chega atrasado Arnaldo Pinto de Oliveira e sugere o nome Avaí! Ele explica o episódio que houve na guerra do Paraguai e todos aprovam imediatamente.

Agora o ano é de 2012, e o mês é de setembro, aniversário do clube. O Avaí decide tomar uma grande decisão. Firmes em melhorar o desempenho dos jogadores o clube adota o sistema Progression para a gestão dos seus atletas. O Diretor Administrativo, o Sr. Luciano Corrêa disse:

“Resolvemos utilizar o Progression pois sendo o primeiro time profissional do mundo com ISO 9001:2008, oferecer esta ferramenta para a gestão dos nossos atletas é um passo lógico para que o Avaí possa chegar onde nós planejamos e desejamos. Temos plena certeza que o Progression irá tornar a gestão dos nossos atletas muito mais facilitada e profissional.”

O Avaí, time com tantas histórias e tradições, tomou mais um grande passo para o sucesso do clube, e nós chegamos à conclusão, que o sonho azul e branco do Sr. Amadeu, está mais vivo do nunca!

Use o Progression você também!

set 20, 2276 dias ago

Novo técnico do Avaí começa a definir o time

Novo técnico do Avaí começa a definir o time

Menos de 24 horas depois do anúncio oficial da demissão de Hemerson Maria pelo site oficial do clube, Argel Fucks assumiu o comando técnico do Avaí. A 13 rodadas para o fim da Série B, o ex-treinador do Figueirense é a última cartada da diretoria azurra para encaixar de vez o time e conquistar uma das quatro vagas para a elite do Campeonato Brasileiro de 2013.

Com contrato até 31 de maio do ano que vem, Argel chega confiante no acesso. Depois da apresentação oficial e de uma breve conversa com o presidente João Nilson Zunino, o ex-zagueiro já comandou o primeiro treino à frente do Leão. “Eu confio muito nesse grupo. Acho que esse grupo pode dar mais do que já tem dado. Esse é o momento de agregar todo mundo. Podem ter certeza que trabalho e dedicação não vão faltar”, garantiu o novo comandante.

Argel já comandou o primeiro coletivo no estádio da Ressacada. Com Moretto liberado para resolver questões pessoais em Portugal, e Cleber Santana e Renato Santos na iminência de serem anunciados pelo Flamengo, a equipe titular testada foi a seguinte: Aleks; Wagner Diniz, Cássio, Rafael, Julinho; Bruno, Mika, Pirão, Camilo; Diogo Acosta e Ricardo Jesus.

Fonte: NDonline.com.br

set 20, 2276 dias ago

Era Parmalat apontam amadorismo.

Era Parmalat apontam amadorismo.

O Palmeiras enfrenta uma das piores crises de sua história justamente no ano em que voltou a conquistar um título nacional, o da Copa do Brasil. Dois meses depois de levantar a taça e garantir uma vaga na próxima Libertadores, o Verdão está afundado na zona do rebaixamento do Brasileirão.

Com apenas 20 pontos conquistados em 25 jogos, e uma distância de oito pontos para o Flamengo, primeiro time fora da zona da degola, o Verdão ainda sofreu um baque com a demissão do técnico Luiz Felipe Scolari.

A torcida atribui os fracassos à diretoria do Palmeiras. No último fim de semana, o presidente Arnaldo Tirone e o vice Roberto Frizzo receberam xingamentos e ameaças dos torcedores.

Nas redes sociais, os palmeirenses culpam a perpetuação dos mesmos “velhinhos” no poder, pedem renovação na direção e eleições diretas para a presidência do clube. O exemplo para a mudança pode vir do passado glorioso do Palmeiras.

O consultor esportivo José Carlos Brunoro foi responsável pelo departamento de futebol do Verdão na Era Parmalat. Para ele, o principal problema do time está na política do clube e nas interferências dela no dia a dia do elenco.

Fonte: R7.com

 

set 20, 2277 dias ago

São Paulo pressiona por desfecho por Ganso

São Paulo pressiona por desfecho por Ganso

O São Paulo participará da reunião que pode selar o desfecho da novela envolvendo a contratação de Paulo Henrique Ganso. O clube do Morumbi enviará Adalberto Baptista, diretor de futebol e interlocutor são-paulino, ao encontro na capital para pressionar por um desfecho já nesta terça-feira. A reunião ainda terá membros do Grupo DIS, detentores de 55% dos direitos do camisa 10, e do comitê gestor do Santos.

O Santos recusou na segunda nova investida do São Paulo pelo jogador. A nova oferta foi direcionada aos 45% que o Santos detém, fixados pelo clube em R$ 23,8 milhões, sob alegação de que o “conjunto” do valor ofertado não agradou. O principal entrave foi o não pagamento à vista do montante.
A rejeição totalizou a terceira do clube alvinegro por Ganso: a primeira de cerca de R$ 11 milhões e a última de R$ 13 milhões por 45% de seus direitos econômicos.
Para seduzir Ganso, o São Paulo ofereceu a camisa 8 já usada por Kaká, ídolo do craque santista, e fez com que o jogador se sentisse valorizado pelas seguidas tentativas e as condições externadas durante as negociações, como cuidados especiais por meio do Reffis, centro de reabilitação física são-paulino.
Ganso, por sua vez, já manifestou a seus empresários o desejo de atuar somente no clube tricolor, rejeitando até mesmo provável oferta superior de salários no Grêmio, outro interessado.
O São Paulo corre contra o tempo para atingir os pedidos dos dirigentes santistas e evita colisões diante de declarações do rival, principalmente do presidente Luis Álvaro Ribeiro. O prazo é até sexta-feira, data do fechamento da janela nacional de transferências.

Fonte: Terra.com.br